Estupro Marital: um estudo sócio-histórico de uma violência doméstica, sexual e de gênero
MET0199 livro Estupro Marital: um estudo sócio-histórico de uma violência doméstica, sexual e de gênero


O livro trás uma visão sócio-histórica do masculino em lugar de superioridade hegemônica criada pelo sistema patriarcal, faz crítica a essa posição hierárquica que destitui o feminino do lugar de equidade ao qual pertence numa conjugalidade. Ilustra como um lugar em que a segurança, a felicidade e a cumplicidade – que deveriam ser objetivos em comum – é convertido em um lugar de sofrimento, subalternidade, submissão, sujeição e violência que invadem o âmbito afetivo dos relacionamentos conjugais. A obra é uma crítica a este lugar ocupado pela hegemonia masculina que amplifica a posição de um feminino subjugado, revelando assim uma violência sexual e de gênero.

A partir de olhares e vivências de homens brancos, cisgêneros e heteronormativos é que os autores despertaram para incômodos e angústias através do reconhecimento de seus privilégios. Privilégios estes que devem ser questionados sempre. A elaboração deste livro foi um processo catártico de reconhecer as angústias geradas pelos privilégios que possuem. 
 

Breno Silva Rosostolato e Carlos José Fernandes Telles

30.00

Estupro Marital: um estudo sócio-histórico de uma violência doméstica, sexual e de gênero

R$ 30,00

3x sem juros de R$ 10,00

Qtd:


ISBN:978-65-86137-13-2
Páginas: 132
Tamanho: 14x21
Idioma: Português
Ano de Edição: 2020


ISBN:978-65-86137-13-2
Páginas: 132
Tamanho: 14x21
Idioma: Português
Ano de Edição: 2020

  - OU -  

Calcular Frete


O livro trás uma visão sócio-histórica do masculino em lugar de superioridade hegemônica criada pelo sistema patriarcal, faz crítica a essa posição hierárquica que destitui o feminino do lugar de equidade ao qual pertence numa conjugalidade. Ilustra como um lugar em que a segurança, a felicidade e a cumplicidade – que deveriam ser objetivos em comum – é convertido em um lugar de sofrimento, subalternidade, submissão, sujeição e violência que invadem o âmbito afetivo dos relacionamentos conjugais. A obra é uma crítica a este lugar ocupado pela hegemonia masculina que amplifica a posição de um feminino subjugado, revelando assim uma violência sexual e de gênero.

A partir de olhares e vivências de homens brancos, cisgêneros e heteronormativos é que os autores despertaram para incômodos e angústias através do reconhecimento de seus privilégios. Privilégios estes que devem ser questionados sempre. A elaboração deste livro foi um processo catártico de reconhecer as angústias geradas pelos privilégios que possuem. 
 

Breno Silva Rosostolato e Carlos José Fernandes Telles

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu E-mail


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:





Estupro Marital: um estudo sócio-histórico de uma violência doméstica, sexual e de gênero

R$ 30,00

3x sem juros de R$ 10,00